Ane e Calliandra, 15 e 16 anos.
"Desculpe-me a frieza, desculpe-me o coração de gelo e as palavras amargas. É que o coração já se cansou de ser tratado tão indiferente, como se não existisse. Como se não existisse amor que fosse suficiente de sustentar toda essa multidão. Desculpe-me a falta de doçura, e a falta de brilho no olhar. Mas, aquele olhar inocente, aquelas malicias doces já não existem mais. Eu mudei, mudei tudo. Já não sinto mais nada."
Você ama o sorriso e a voz da pessoa, daí ela fala sorrindo.
Eu tive vontade de te procurar. Mandar uma mensagem de texto, lotar a sua caixa postal de ligações ou simplesmente te chamar em alguma rede social. Mas deixei pra lá, o meu orgulho foi maior que a saudade. E tudo que eu pensei em fazer, você também poderia ter feito.
Pedro Pinheiro.  (via versificar)
Chega uma hora que não sabemos até onde somos capazes de ir pelo amor, até nos cair a ficha que amor não é ir, amor é ficar. E por ele, ah por ele eu ficaria mais umas dez mil vidas.

Thiara Macedo (sdpm)